16 November 2014

INCENTIVO BOA FORMA 2014


A receita básica para se cuidar é extremamente simples. "Quem mantém uma alimentação saudável e uma atividade física não sente muita modificação do peso com o passar do tempo. Ou seja, uma mulher de 50 anos pode pesar o mesmo que pesava aos 20 anos".
Naturalmente, todas nós sabemos que cada faixa etária passa por alterações hormonais, metabólicas e fisiológicas específicas. Por isso, a mulher de cada idade merece recomendações específicas. Veja dicas preciosas para você cultivar um corpão e uma saúde nota mil em qualquer idade!

Você está a mil e a juventude joga a seu favor: seu corpo funciona melhor do que nunca e sua disposição está ligada no 220. É hora de começar a se cuidar e garantir resultados incríveis e duradouros.
Além do estilo de vida corrido, outros fatores podem fazer você não entrar no seu jeans preferido. O mais comum deles é a síndrome do ovário policístico. Não deixe de fazer um acompanhamento regular com o seu ginecologista. Outra dica: tente não sabotar o seu sono. Uma pesquisa realizada pelo European Centre for Taste Sciences mostrou que quem dorme em média 4 horas por noite aumenta o consumo de calorias em 22%.
"Um corpo de 20 anos de idade responde bem a qualquer estímulo". Para queimar essa energia, os especialistas sugerem uma variedade de exercícios: musculação, natação, corrida, spinning, esportes coletivos, lutas...enfim "o que te der prazer e você tiver vontade de experimentar é superindicado." Por que não treinar com as amigas?
Procure encarar seus 20 anos como uma fase para adquirir hábitos alimentares saudáveis. Se você aprender a se alimentar agora, será muito mais fácil ficar de bem com a balança pelo resto da vida. A proposta é não eliminar o fast food, apenas moderação e trocas inteligentes. Por que não um sanduíche de pães integrais, proteínas magras (atum e frango) e saladas? Outro conselho: procure limitar o álcool para ocasiões especiais e modere na quantidade. "O consumo excessivo e frequente faz com que o sistema nervoso diminua sua capacidade mental e física".

Certamente você precisa do equilíbrio de um monge budista porque são muitas tarefas para conciliar... mas não desanime! Com um pouco de organização é possível encontrar brechas na agenda para cuidar mais de você mesma. Até porque, se você comer mal e ficar sem malhar, em pouco tempo estará esgotada e a ponto de dizer adeus ao biquíni.
Não deixe o stress tomar conta. Além do esgotamento físico e psicológico, ele pode fazer seu peso aumentar porque libera cortisol, hormônio que promove o acúmulo de tecido adiposo. Sem contar que quando estamos tensas acabamos nos rendendo a alimentos de sabor mais forte (e mais calóricos) para acalmar os nervos. Além disso, a partir dos 30 anos, a taxa metabólica da mulher diminui em cerca de 1% por ano, o que dificulta a perda de peso. A maternidade é outro fator que pode comprometer o seu corpo.
Atue em duas frentes: musculação e ginástica localizada. Elas combatem a flacidez ajudam a aumentar a massa óssea e muscular. Os aeróbios como: spinning, corrida e natação são boas opções para ajudar a acelerar o metabolismo, que vai ficando preguiçoso. Mesmo com treinos curtos, de até 40 minutos, você se mantém saudável e ainda tem tempo para trabalho, carreira, filhos e marido.
Aos 30 anos, o seu consumo alimentar não pode continuar o mesmo dos 20. Faça lanches saudáveis entre as refeições para evitar ataques fulminantes a doces e para estimular o organismo a trabalhar mais. Um boa alimentação nesta idade inclui: iogurte, queijos magros, bebidas de soja com adição de cálcio, folhas verde-escuras, semente de gergelim e oleaginosas, que contribuem com o fornecimento adequado de cálcio e magnésio. Durante a gravidez, não deixe de ouvir as recomendações médicas e consulte uma nutricionista. Depois do parto, não demore a voltar à ativa.

Reconquiste um tempo só seu. Você está mais estabilizada agora e sabe o que é importante para viver bem. Então, não caia na armadilha da preguiça ou da complacência. É importante ficar claro que, apesar de a perda de peso ser mais difícil, ela é possível com uma orientação adequada e uma rotina de exercícios físicos.
Seu metabolismo não está mais aceleradíssimo. Agora você queima muito menos calorias e as oscilações nos níveis de serotonina fazem bater aquela vontade louca do bom e velho carboidrato. Também com um passo da menopausa, o que significa hormônios selvagens, a produção de estrógeno, por exemplo, diminui, a cintura aumenta, assim como a gordura abdominal. Isso significa maior risco de pressão alta e diabetes do tipo 2, especialmente para quem tem sobrepeso. Outro problema comum é o hipotireoidismo, que pode fazer você engordar e — ele afeta cerca de 12% das mulheres a partir dos 35 anos.
Mesmo que você odeie ou tenha preguiça, não tem como se dar ao luxo de deixar a musculação de fora da rotina de exercícios. Cuidar da saúde vai garantir uma boa densidade óssea, prevenindo osteoporose, que pode chegar junto com a menopausa. Para quem é sedentária, comece com uma boa caminhada e progrida para a prática de bicicleta, transport e atividades na água. Para garantir a flexibilidade, invista em alongamento ou exercícios como pilates.
As mulheres acima de 40 precisam de uma ingestão calórica menor, portanto é indicado um controle alimentar mais restrito. Importante que esse cardápio seja composto de alimentos ricos em proteínas magras, vitaminas, minerais e carboidratos integrais em pouca quantidade. Outra dica preciosa é evitar alimentos industrializados, refrigerantes, doces e gorduras, dando preferência aos vegetais como, saladas e sopas não cremosas. Esse tipo de comida é rico em água e proporciona uma perda de peso 25% maior. Para diminuir os efeitos da pré-menopausa, procure por linhaça, que tem lignana, composto químico semelhante ao estrógeno. Os probióticos, além de darem uma mãozinha para as funções intestinais, contribuem para a melhor absorção de nutrientes, evitando deficiências de vitaminas e minerais típicas dos 40.

Você não pendurou as chuteiras como a turma da geração anterior e nem pensa em fazer isso!? Seu ritmo de emagrecimento não acompanha esse pique e isso pode ser um tranco na autoestima. Não entre nessa!! Você só precisa se empenhar um pouco mais na tarefa de manter um corpo legal. É também a hora de aumentar a prevenção de doenças e cuidar dos sintomas da menopausa.
A partir dos 50 anos, você sente as ondas de calor e a menstruação chega ao fim. Todo esse processo faz com que a composição do seu corpo mude. Os riscos para cânceres e depressão aumentam e a osteoporose atinge grande parte das mulheres. Além disso, você perde agilidade. Ok, essa é a parte ruim. A notícia boa é que a duplinha alimentação + atividade física tem o poder de colocar ordem na casa. E o seu médico também pode optar por fazer reposição hormonal, caso seja necessário.
Continue com a musculação, mas preste mais atenção na seleção dos exercícios para não prejudicar algumas articulações. Se você curte os aeróbios, prefira os de baixo impacto, como caminhada, bicicleta, transport, aulas de dança, ioga, natação ou hidroginástica, que fazem bem para a saúde do coração e eliminam gorduras. Para garantir flexibilidade, continue com alongamento ou pilates. E fica a dica: "para as sedentárias, nunca é tarde para começar!
Você já deve ter entendido que comer de maneira saudável não significa ingerir alimentos pálidos e sem gosto. Então encha seu carrinho de supermercado de frutas, chás anti-inflamatórios, como o verde, romã, amora e as proteínas magras, como peixes, frango (sem pele), carnes magras, soja, quinoa, cogumelos, iogurte e queijos magros. "O consumo de mais proteínas é fundamental para ganhar massa muscular e consequentemente aumentar o metabolismo". É importante comer sementes oleaginosas em pouca quantidade e cereais integrais. "Alimentos enriquecidos com fibra, para aumentar a saciedade e diminuir o ganho de peso, também devem fazer parte da rotina, já que, com a idade, a mulher perde a elasticidade da mucosa intestinal. Os derivados da soja podem ajudar a normalizar os níveis de estrógeno, que bagunça a vida de mulheres sobretudo após a menopausa. 

Elegantes, espero que gostem das dicas!! Vale lembrar que independente da idade é essencial o consumo de no mínimo 1 litro de água por dia!!

GIOVANA BARLOW

SHARE:

No comments

Post a Comment

Obrigada pela sua Visita Elegante!!

bloglovin

Follow on Bloglovin
© Toque de Elegância. All rights reserved.
MINIMAL BLOGGER TEMPLATES BY pipdig